Disfunção erétil em jovens.

A disfunção erétil geralmente é associada a homens de meia idade ou mais, entretanto não é bem assim. Hoje é comum jovens de dezesseis aos vinte anos apresentando o problema, inclusive desde a sua primeira relação sexual. Geralmente é a falta de experiência a causadora do aparecimento das disfunções eréteis, sendo pouco comum a existência de patologias físicas.

Por ser uma questão que afeta completamente o ego masculino, ainda mais em uma sociedade que dá uma importância muito grande ao sexo, os rapazes que sofrem de problemas eréteis se isolam, agravando ainda mais.

Causas Psicológicas da Disfunção Erétil em Jovens

A ansiedade de desempenho é o principal responsável pela disfunção em jovens e adultos de até quarenta anos de idade. Expectativas muito altas, muitas vezes criadas em sua mente com base em clichês cinematográficos irrealistas, elogiando o mito do supermacho, criam um estado de ansiedade que faz da realidade os piores pesadelos que alguém gostaria de evitar.

Assim o ato sexual que deveria ser uma fonte de prazer, se torna um estressor, o qual a mente quer fugir, com isso vem o aparecimento de problemas como a ejaculação precoce e a disfunção erétil psicológica.

Relacionamentos com parceiras que possuem mais experiência ou que são sexualmente agressivas é mais um dos agravantes. É comum do jovem ou do homem com DE se sentir inferior sexualmente frente a sua parceira. Psicologicamente, “criança não come ninguém”, o qual é um mecanismo de autossabotagem.

Quando nos relacionamos com mulheres sexualmente muito agressivas, é interessante termos cuidado, afinal elas podem agravar o problema, não somente no que tange a ansiedade de desempenho, mas com suas palavras e comparações que são marcantes.

Muitas vezes, a ansiedade pode ser um funcionamento global do organismo, trazendo complicadores na escola ou em experiências iniciais de trabalho, com a possibilidade de ataques de pânico . Nesses casos, uma boa terapia para erradicar as causas de insegurança e ansiedade é a melhor solução.

 

As causas físicas

Embora a disfunção erétil de jovens tenha principalmente causas psicológicas, isso não significa que as causas físicas podem ser excluídas sem um contato com o urologista. Ao contrário dos adultos, mais raramente as causas físicas da disfunção erétil são problemas cardiovasculares. Da mesma forma, várias doenças podem afetar a capacidade de obter uma ereção, incluindo diabetes.

A pré-adolescência, por outro lado, é a idade em que se pode descobrir que ele sofre de hipogonadismo, que é um mau funcionamento dos testículos, geralmente causado por um desenvolvimento testicular reduzido e por algumas doenças genéticas e neurológicas que impedem a correta produção de hormônios masculinos. Neste caso, uma terapia hormonal pode ser a melhor solução.

 

Drogas

Às vezes você bebe por modinha, outros com a falsa esperança de que o álcool ajudará a superar seus medos, esquecendo que, muitas vezes, é uma substância que derruba o “seu amigo”.

Os cigarros não só prejudicam a circulação sanguínea a longo prazo com consequentes efeitos negativos na ereção, mas a nicotina tem um efeito vasoconstritor, o que significa que ele age de uma maneira contrária a alguns alimentos afrodisíacos, tornando a ereção mais difícil.

Obviamente, também drogas como a maconha, a cocaína e as anfetaminas, apresentam disfunção erétil entre os possíveis efeitos colaterais, tanto porque interferem na química do organismo, quanto por dessensibilizar as terminações nervosas.

Quanto antes buscar ajuda, mais facilmente conseguirá resolver o problema. Nada de ficar postergando, afinal é sua saúde!

tratamento disfunção erétil psicológica

5/5 - (1 vote)

2 comentários em “Disfunção Erétil em Jovens: principais causas”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.