A inteligência emocional é um conceito desenvolvido por dois pesquisadores americanos, Salovey e Mayer , no entanto, quem ficou famoso foi seu compatriota Daniel Goleman , psicólogo e jornalista,autor do best-seller “Inteligência Emocional” (1995).

Goleman argumenta que a vida humana é influenciada principalmente pelo auto-conhecimento e empatia (a capacidade de compreender os sentimentos dos outros), e que estes elementos constituem a inteligência emocional.

 

Inteligência e emoção

Nas palavras “inteligência emocional” são justapostos dois conceitos, geralmente considerados distantes entre si: inteligência e emoção . Normalmente, você acha que a inteligência é “único” e “mensurável”, que é útil na resolução de problemas práticos, tais como um problema de matemática ou ter sucesso no trabalho.
Mas este é apenas um dos vários tipos de inteligência. Há também uma inteligência que não fica muito atrás, pois ela pode ajudar em situações em que a lógica não é necessária: Que tipo de inteligência é necessária para ver se a pessoa está tirando sarro de você? Que tipo de inteligência é usada para descobrir o que dizer a um amigo em um momento de dificuldade? Que tipo de inteligência é necessária para consertar um relacionamento em crise?

A resposta é: a ” Inteligência Emocional . Aqui estão alguns aspectos:

  • Auto-consciência: a capacidade de reconhecer emoções quando elas surgem, sem ser sobrecarregado;
  • Auto-controle: capacidade de responder de forma adequada;
  • Motivação: capacidade de incentivar-se a atingir os seus objetivos;
  • Empatia: capacidade de compreender os sentimentos e as emoções dos outros;
  • Habilidades sociais: capacidade de entender o que acontece entre as pessoas, gestão de conflitos, relacionar de uma forma positiva.

Pesquisas mostraram que nem sempre as pessoas com um QI mais elevado têm melhor desempenho do que outros nas relações sociais ou no trabalho. É também revelado que pessoas com inteligência emocional conseguem criar uma atmosfera positiva em torno delas, capazes de enfrentar as dificuldades e alcançar resultados brilhantes no trabalho. Isso ocorre porque, sendo capaz de compreender as suas próprias emoções e as dos outros, sabe como reagir a situações de forma adequada e produtiva.

 

Por que a inteligência emocional é importante?

As emoções desempenham um papel central nas nossas vidas, nos relacionamentos, na escola e no trabalho.

Aprender a conhecê-las e gerenciá-las, ensina-nos a compreender bem a partir de situações críticas, para se sentir seguro em face de imprevistos ou na diversidade (ex. entre as pessoas), para implementar comportamentos que podem mudar as coisas, melhorar a comunicação e relacionamentos.

 

O desenvolvimento pessoal

Em situações que estamos em crise, preste atenção nas emoções.
Para aqueles que desejam desenvolver sua inteligência emocional, existem técnicas concebidas para compreender suas próprias necessidades e as dos outros; estabelecer um bom relacionamento; refinar sua empatia e sua capacidade de se comunicar; gerenciar o estresse e transformar emoções dolorosas a seu benefício.

Quer desenvolver sua inteligência emocional? Há muitos psicólogos e psicoterapeutas que estão comprometidos nesta frente de “ensinar” técnicas e ferramentas para trabalhar a inteligência emocional, tanto para os indivíduos como para casais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.