Um estudo feito pela University of Oxford e Northwestern Medicine descobriu que as terapias cognitivo-comportamentais feitas pelo ambiente virtual causam melhora no estado de saúde mental geral e do sono em particular.

A insônia é um dos principais fatores de risco associados ao desenvolvimento de transtornos mentais, doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2. O tratamento desse transtorno com terapia cognitivo-comportamental (TCC) é pouco frequente devido a desinformação das pessoas e a falta de terapeutas especializados.

O American College of Physicians recomenda o uso de TCC como um primeiro passo antes mesmo dos tratamentos medicamentosos para insônia, uma vez que é mais coerente tratar o problema de forma psicológica e comportamental do que suprimir o sintoma.

 

Insônia: o estudo

O estudo durou cerca de um ano e envolveu 1.711 indivíduos. Foram utilizadas plataformas online, tornando o tratamento mais acessível e customizado às necessidades das pessoas envolvidas, portanto, os tratamentos foram realizados de acordo com os tipos de sono de cada usuário.

Juntamente com as sessões de TCC, cada paciente seguiu usando um aplicativo de melhoria digital do sono que empregara técnicas de TCC, conteúdo comportamental, cognitivo e educacional.

Os participantes foram avaliados em quatro condições temporais: linha de base de zero semana; o tratamento intermediário em quatro semanas; o pós-tratamento em oito semanas; finalmente, o acompanhamento de vinte e quatro semanas.

 

Os resultados do tratamento online

O tratamento foi associado a uma melhora significativa na saúde e no bem-estar. Além disso, este último teve um papel mediador sobre: ​​sintomas depressivos, ansiedade, sonolência, falhas cognitivas, produtividade e satisfação no trabalho.

Se você está sofrendo com a insônia, talvez seja hora de procurar ajuda.

 

 

5/5 - (13 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.