Blog

10 dicas para Melhorar a Memória

Envelhecer é um caminho sem volta, mas é possível postergar e diminuir a deterioração cerebral se você tiver uma boa reserva cognitiva. Na verdade, como os músculos, o cérebro, se mantido saudável, será mais resistente ao envelhecimento.

Citarei alguns hábitos que ajudam a diminuir e retardar o efeito do envelhecimento no nosso cérebro, assim como ajudarão você a dar uma melhorada na sua memória:

 

1) Desenvolva habilidades cognitivas

O cérebro, assim como nossos músculos, precisa ser mantido em constante treinamento. Especialmente porque à medida que envelhecemos, reduzimos nosso engajamento em atividades que nos mantêm ativos, as habilidades cognitivas começam então a enfraquecer, criando assim um maior potencial de desenvolver problemas.

Participar de atividades que estimulam suas habilidades cognitivas pode ser muito útil para melhorar seu desempenho e prevenir o envelhecimento cerebral.

 

2) Siga uma dieta equilibrada

Se você é daqueles que comem muitos doces, comida industrializada, sal em excesso (vale para os Gaúchos), produtos de farinha refinados, e para piorar, ingerem poucas frutas e verduras, comece a considerar a ideia de fazer algumas mudanças. Em particular, seria interessante consumir:

– Alimentos ricos em antioxidantes que ajudam a proteger os neurônios de substâncias químicas, evitando a oxidação (laranjas, limões, chá branco, chá verde, morangos, beterrabas, gengibre, mamão, maçãs, uvas vermelhas)

– Alimentos com ômega 3 e ômega 6 (peixe, nozes, abacate …)

– Vegetais verdes (alface, espinafre, brócolis, couve-flor …)

 

3) Faça atividades físicas

Não é necessário exagerar, uma caminhadinha de 30 minutos é o suficiente, se bem-feita. Isso permite que os músculos, coração e cérebro se mantenham ativos de forma saudável.

A atividade física também nos liberta de pensamentos e tensões, deixando a mente mais livre para pensar e criar.

 

4) Coração saudável

Parece fácil, mas nem tanto! Pode conseguir essa proeza mantendo o colesterol e a hipertensão sob controle, evitando o consumo de fumo, alimentos ricos em gordura, controlando o excesso de peso e gerenciando adequadamente o estresse e a ansiedade (também usando a ajuda de psicólogos).

 

5) Socialize

Não fique só em casa assistindo TV ou estudando. Dê um espacinho para reuniões e relacionamentos com amigos e familiares. Risos, piadas, novas experiências, viagens, sexo… fazem muito bem para o nosso cérebro e humor.

 

6) Aprenda algo novo todos os dias

Problemas de memória surgem da monotonia e da perda de desafios, de modo que o cérebro já não tem incentivos para aprender e experimentar coisas novas. As novas experiências ou informações aprendidas, no entanto, dão ao cérebro novos estímulos, o que ajudará a criar novas conexões neurais. Leia, aprenda, tente ver as coisas de outros pontos de vista, participe de sessões de treinamento de habilidades cognitivas, aulas de yoga, inscreva-se para aulas de dança, faça caminhadas … Tudo isso ajudará a manter seu cérebro funcionando … e sua felicidade!

 

7) Foco no aqui e agora

Temos o péssimo costume de fazer algo pensando em outra lá na frente. Por exemplo, enquanto nos preparamos para o jantar, pensamos em como nosso dia foi gasto, as discussões ou problemas que tivemos, o que devemos fazer amanhã, e por aí vai.

Muitas vezes esquecemos se o fogão foi desligado ou até mesmo o que fizemos pela manhã. Provavelmente, naqueles momentos não estávamos focados e não focalizávamos a atenção.

 

8) Elimine pensamentos negativos

Focarmos nos pensamentos negativos é exatamente o que não devemos fazer.  É importante aprender a ver sempre o lado positivo das coisas e não ser condicionado por pensamentos negativos. O riso permite liberar tensões e armazenar informações de forma mais eficaz.

As tensões geram um gasto energético absurdo para o organismo, prejudicando o armazenamento de informações.

 

9) Seja criativo

Reserve algumas horas do seu dia para investir em atividades criativas como pintura (desenvolve a criatividade, alivia o stress, e se compartilhadas com outras pessoas, ajuda a socialização), montar quebra-cabeças, ler e escrever (melhora habilidades mentais, especialmente a memória, melhorando habilidades cognitivas), use a internet (através de jogos adequados, permite treinar a memória).   Isso nos leva a uma melhoria geral no bem-estar físico e mental, considerando que pessoas mais isoladas também são mais suscetíveis ao declínio cognitivo.

 

10) Use as tecnologias a seu favor

As tecnologias vieram para nos agregar e podem ser usadas para estudar, buscar programas saudáveis, gerir estresse e até mesmo para tirar da sua mente compromissos que são pontuais, sendo lembrado somente quando necessário.

Muitas pessoas esquecem por estarem sobrecarregas, então há sempre uma maneira de usar as tecnologias para diminuir a sobrecarga mental.

Uma ótima forma de dar uma turbinada na memória é com Reprogramação Mental Online ou Presencial. Conheça o serviço Aqui.

4 votes, average: 5,00 out of 54 votes, average: 5,00 out of 54 votes, average: 5,00 out of 54 votes, average: 5,00 out of 54 votes, average: 5,00 out of 5 (4 Avaliações. Média: 5,00 de 5)
Você precisa estar logado para avaliar.
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2017 Terapiando, All Rights Reserved