ArtigosVício em Pornografia: Causas, Sintomas e Tratamento | Terapiando

28 de janeiro de 20190

O vício em pornografia ou dependência de pornografia é a busca compulsiva de prazer sexual que pode ser alcançada através do autoerotismo e/ou através da visualização de material pornográfico. Comumente associado a um funcionamento social prejudicado (altos níveis de ansiedade e depressão); menor satisfação com a qualidade de vida e relações sociais; uso problemático de álcool e drogas; além do uso compulsivo de jogos como videogames e outros.

A pessoa com esse tipo de vício passa a não controlar e perceber o tempo gasto, passando horas à fio vendo conteúdos pornográficos, isolando-se da realidade, de suas necessidades e compromissos diários.

A masturbação, quando ligada à pornografia, se torna compulsiva, ocorrendo por muito tempo e várias vezes ao dia. Quando essa excitação se transforma em mal-estar, a única possibilidade de interrupção é a ejaculação, levando a uma queda de tensão, desdém, tristeza e culpa.

 

Causas do Vício em Pornografia

Como em qualquer tipo de dependência, não há um perfil psicoemocional do possível adicto à pornografia, portanto, esses fatores não são únicos e absolutamente determinantes.

Geralmente é uma pessoa inteligente e sensível, mas existem outras causas, tanto internas quanto externas, como a característica e atratividade pelo prazer causado pela pornografia que, para muitos, é relevante e superior a outras atividades e/ou emoções.

Essa atratividade está ligada à disponibilidade infinita e imediata de material pornográfico. As dependências sexuais são muito pouco discutidas, ficando o viciado em pornografia apenas em seu desespero, vergonha e falta de autoestima, afinal se fala de todos os tipos de dependência, mas ninguém fala por aí dessa que parece ser mais constrangedora do que dizer ser adicto de drogas ilícitas.

Outros fatores

Abaixo veja a listagem completa de possíveis fatores que influenciam no vício em sexo.

Biológicos

  • Predisposição genética para impulsividade, desregulação de emoções ou comportamento de busca de sensações.
  • Predisposição para outras características associadas à dependência sexual, como ansiedade ou depressão.
  • Como você poderia esperar, níveis mais altos de hormônios sexuais como testosterona ou estrogênio podem afetar a libido.
    • Se você está inclinado ao comportamento impulsivo e tem altos níveis de hormônios relacionados ao sexo, é mais provável que você se envolva em assistir pornografia excessiva ou compulsiva.

Psicológicos

  • Os fatores ambientais da primeira infância, incluindo eventos adversos como abuso ou exposição a conteúdo sexual, podem contribuir para algumas das características subjacentes envolvidas nos comportamentos de dependência de pornografia.
  • Saúde mental:
    • Ansiedade.
    • Depressão.
    • Distúrbios de personalidade.
    • Controle de impulso ruim.
    • Ansiedade de desempenho.
    • Outros problemas de saúde mental podem contribuir para comportamentos de dependência de pornografia.

Sociais

  • Rejeição nos relacionamentos e círculos sociais pode levar a outras formas menos saudáveis ​​de encontrar satisfação sexual.
  • Isolamento social:
    • O isolamento social não apenas aumenta a probabilidade de se buscar formas inadequadas de ser sexualmente gratificado, mas também leva a uma série de outros problemas – como depressão e doenças físicas – que podem contribuir para vícios de pornografia ou comportamentos sexuais não saudáveis.
  • Influência das companhias:
    • Se os outros ao seu redor estão fazendo alguma coisa, é mais provável que você também o faça. Ter um amigo ou um grupo de amigos, por exemplo, que se envolva em uma visualização excessiva de pornografia pode influenciar seu comportamento.

 

Sintomas do Vício em Pornografia

Os homens têm um maior risco de desenvolver o vício em pornografia, devido a sua exposição social a esse tipo de conteúdo ser maior, mas hoje as mulheres não são isentas. É recorrente a busca de terapia sexual por mulheres com esse problema.

O vício acaba afetando todos os aspectos da vida de uma pessoa. A nível psíquico, as pessoas com esse problema geralmente apresentam um declínio progressivo da autoestima e da autoconfiança, mudanças nos ritmos do sono/vigília, aumento da ansiedade, queda do humor, aumento da culpa e da vergonha, tensão, raiva e altos níveis de estresse.

A nível fisiológico, no entanto, pode haver um declínio no desejo sexual em relação ao parceiro, impotência e/ou problemas de ejaculação.

Os sintomas mais comuns do vício em pornografia são:

  • Aumento progressivo da quantidade de tempo dedicada ao uso de material pornográfico;
  • Busca de conteúdo sexual cada vez mais intenso ou bizarro;
  • Tentativas malsucedidas de suspender ou reduzir o comportamento aditivo;
  • Uso de material pornográfico apesar de consequências negativas como:
    • dificuldade ou impossibilidade de criar e manter relações sociais ou sentimentais;
    • sentimentos de depressão, vergonha e isolamento;
    • dificuldade de relacionamentos com membros da família ou com parceiros;
    • perda de interesse em outras atividades como trabalho, escola, vida social, família e outros);
    • perda de desempenho no trabalho e/ou estudos;
    • problemas econômicos;
    • uso associado de drogas;
    • disfunção sexual como Ejaculação Precoce e Disfunção Erétil
  • Tentativas de disfarçar, negar, esconder dependência.

 

Vício em Pornografia e Disfunções Sexuais

Além dos sintomas listados, esse tipo de vício pode acarretar algumas disfunções sexuais como Ejaculação Precoce e Disfunção Erétil nos homens, e Anorgasmia em mulheres, dentre outras consequências.

A percepção do sexo causada pelo vício em pornografia é irreal, criando um nível de excitação e estimulação que uma vida sexual normal não proporciona. Com isso, é comum apresentarem:

  • Dificuldade de alcançar a excitação ou orgasmo sem o uso material pornográfico. O ato sexual real se torna monótono.
  • Dificuldade de chegar ao gozo, tanto em homens como mulheres.
  • Dificuldade de manter o foco no ato sexual, fugindo para problemas ou coisas não excitantes.
  • Consegue atingir o orgasmo apenas quando reproduz cenas/imagens pornográficas em sua mente.
  • Percebe a pornografia mais estimulante e interessante do que o sexo.

Os efeitos da pornografia são muito semelhantes à de outras drogas, por isso é essencial o tratamento especializado nessa questão e infelizmente, a maior parte dos terapeutas não estão preparados para esse tipo de demanda, que precisa de um direcionamento assertivo, fazendo com que os prejuízos sejam reduzidos rapidamente.

Impacto Familiar

O viciado, pelo uso contínuo e incessante de material pornográfico, não percebe seu progressivo aumento, esquecendo todos os seus compromissos como parceiro, cônjuge ou pai. Apresentando uma atitude agressiva se perturbado ou apanhado em flagrante, desinteressado, frio e pouco interessado nos assuntos da família, se estressando facilmente em problemas relativos aos familiares, parceiros e filhos.

Na relação de casal, quando esse tipo de dependência aparece, é comum se distanciarem e até mesmo acarretar o termino da relação, ainda mais quando é descoberto, principalmente por uso de pornografias “pesadas”.

 

Como lidar com o vício do meu cônjuge?

Em grande parte dos casos, a pessoa só procura ajuda após ultimato do cônjuge, sendo comum a busca de tratamento quando o relacionamento está por um fio.

Se você pretende ajudar seu parceiro(a), saiba que dar apoio na busca de tratamento especializado e suporte emocional são pontos fundamentais, principalmente porque as pessoas viciadas tem dificuldades emocionais como depressão ou pelo menos falta de prazer na vida.

Você inclusive pode ajudar não o deixando tão sozinho; o empurrando para atividades de lazer; apoiando para que busque socializar com amigos e até mesmo monitorando se ele está fazendo ou não o uso de pornô. Caso descubra que ele continua fazendo esse uso, nada de brigar, mas sim de apoiar a diminuição. Infelizmente a maioria das pessoas não consegue largar de uma única vez, já que antes de parar, precisam de uma reestruturação de vida. Por isso a terapia é fundamental.

 

 

Tratamento para Vício em Pornografia

Acredito que a maioria das pessoas reluta em buscar o tratamento para o vício em pornografia por ser algo aparentemente constrangedor. Entretanto, precisa ter consciência que relutar é agravar o problema, gerando um maior isolamento social, piorando um possível quadro depressivo, dentre outros muitos prejuízos. O psicoterapeuta sexual é preparado para tratar esse tipo de questão, e te afirmo que não é nada constrangedor após os primeiros minutos de sessão. Perceberá que o profissional sabe conduzir, de forma tranquila e descontraída.

 

A Terapia Sexual

Quando falamos de problemas de cunho sexual, o psicoterapeuta precisa se munir de uma série de ferramentas para um bom tratamento. A abordagem mais adequada é a Terapia Cognitivo Comportamental, entretanto é interessante mesclar com Hipnose, Programação Neurolinguística, Mindfulness e outras, com o intuito de agilizar o tratamento e cercar os sintomas para uma efetiva regressão do caso.

Para quem tem dificuldade de se expor, pode fazer a terapia sexual online, contando com profissionais realmente especializados. Presencialmente pode tratar com nossa equipe em Venâncio Aires – RS.

tratamento vício em pornografia

Esse tipo de problema não costuma ser difícil de tratar, demandando ajustes na vida e alguns comportamentos sexuais. O ideal é que busque ajuda o mais rápido possível, assim o quadro não se agrava.

 

[ratings]

Alexandre Pifer

Alexandre Pifer

Psicólogo (crp 07/21909), Hipnólogo e Psicoterapeuta Sexual. Alexandre é de descendência italiana e natural de Venâncio Aires, Rio Grande do Sul, onde cresceu e reside até hoje. Seus conhecimentos transcendem a Psicologia, chegando a Hipnose, Programação Neurolinguística e outras formas de terapia de Alto Desempenho. Em seu trabalho com a Neurociência, desenvolveu o método Reprogramação Mental Online, tratamento de grande sucesso e diferencial no mercado, aplicado hoje pelos terapeutas da Terapiando. Atualmente mantém outros projetos e pesquisas junto ao campo da Neurociência e Psicoterapias, na busca de tratamentos mais eficazes e humanos. Atua desde 2013 com serviços clínicos e gestão de pessoas pelo ambiente virtual.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

logo Terapiando

Visite-nos nas Redes Sociais:

logo Terapiando

Visite-nos nas Redes Sociais:

A Terapiando

A Terapiando iniciou suas atividades em 2013 com o pé em inovação, investindo em serviços pouco conhecidos no mercado como o Atendimento Psicológico Domiciliar e o inovador Atendimento Online. É considerada uma precursora dos tratamentos virtuais no Brasil

Desde seu nascimento, investe pesado em tecnologias para proporcionar os melhores tratamentos do mercado. A Excelência é nossa peça chave. Atualmente contamos com as mais modernas tecnologias de tratamento psicológico disponíveis no mercado, além das desenvolvidas por nós.

Receba nossa Newsletter

© 2019 Terapiando, All Rights Reserved.

© 2019 Terapiando, All Rights Reserved.